Venezuela: fotos atingem oposição

Tempo de leitura: 5 minutos
Presidente da Assembleia Nacional da Venezuela: Juan Guaidó. Fonte: Voice of America.

Com informações de: El Espectador, El Nacional e Blue Radio

Em meio ao vazamento de informações que acomete o governo de Nicolás Maduro, onde este teria dado auxilio logístico para guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional, outra crise ataca o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e principal nome da oposição, Juan Guaidó. Ela decorre da revelação de fotografias onde Guaidó posa junto com membros do grupo criminoso colombiano Los Rastrojos, conhecido pelas atividades que envolvem tráfico de drogas e ação paramilitar. O surgimento das fotos serviu como arma política para o governo Maduro atacar a oposição venezuelana, além de colocar em cheque o apoio do governo colombiano à atuação de Guaidó.

As fotos foram reveladas nessa quinta-feira (12) por Wilfredo Cañizares, diretor da fundação Progresar. Aparentemente as fotos datam do dia 22 de fevereiro deste ano, período onde Guaidó organizou uma turnê pelos países sul-americanos para angariar apoio internacional à oposição venezuelana. O encontro que rendeu a foto teria sido realizado na cidade de Cúcuta, pouco depois de Guaidó ter atravessado para o lado colombiano da fronteira. Os homens que posaram ao lado de Guaidó foram identificados como Alberto Lobo Quintero, apelidado de “Brother”, e Jhon Jairo Durán Contreras, o “Menor”, ambos considerados membros do Los Rastrojos. Segundo o Ministério de Relações Exteriores colombiano, os dois homens já se encontram encarcerados e em trâmite de processo judicial.

Integrantes do governo venezuelano e aliados de Nicolás Maduro aproveitaram o surgimento das fotos para associar Guaidó e a oposição venezuelana às ações do narcotráfico colombiano. Mais notoriamente, o vice-presidente do Partido Socialista Unificado Venezuelano (PSUV) e presidente da assembleia nacional constituinte, Diosdallo Cabelo, tem sido a voz mais enfática nessas acusações. Durante seu programa “Com el maso dando”, exibido pela rede de televisão estatal Audiovisual Nacional Televisión (ANTV), mostrou as fotos de Guaidó e aproveitou para acusá-lo: “isso é o que eles defendem. Este [que posa ao lado de Guaidó] é o segundo em comando de Los Rastrojos”.

Guaidó, por sua vez, negou qualquer associação com o narcotráfico colombiano, assim como com grupos paramilitares da fronteira. Em entrevista à estação de rádio colombiana Blue Radio, Guaidó afirmou não conhecer os sujeitos fotografados com ele: “Naquele dia tiramos muitas fotos, era difícil discernir”. Aproveitou também para alfinetar Maduro: “Lamentavelmente e por culpa de Maduro, que auxilia terroristas, criminosos como esses têm presença em nosso território. Foi muito difícil para nós cruzar a fronteira”. As declarações de Guaidó foram ecoadas pelo ex-presidente da Colômbia, Andrés Pastrana. No Twitter, o político insinuou que a revelação das fotos pode ter sido uma armação do Governo Maduro para criminalizar a oposição venezuelana: “se as fotos foram adquiridas na Venezuela, não será que o narcoditador Nicolás Maduro, que estava dando auxílio a Los Rastrojos, enviou-lhes para armar uma cilada contra Guaidó?”, escreveu.

As declarações de Pastrana surgem em um contexto no qual a Colômbia se aprofunda na crise com o país vizinho. A diplomacia colombiana reconheceu, no inicio do ano, Juan Guaidó como presidente legitimo da Venezuela. Sob esse contexto, o governo da Colômbia negou ter oferecido auxílio para que Guaidó tivesse cruzado a fronteira para o lado colombiano, rechaçando qualquer envolvimento com a realização das fotos. Não obstante, o presidente colombiano, Ivan Duque, afirmou satisfação com a resposta de Guaidó, o saudando como “herói”. “É um homem que teve a coragem de enfrentar um ditador; uma ditadura que tentou tirar sua vida várias vezes”, acrescentou em elogio ao líder da oposição venezuelana.        

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Gabriel Caio Corrêa Borges. Venezuela: fotos atingem oposição. Fora!. Acessado em 16 de setembro de 2019. Disponível em <https://fora.global/2019/09/16/venezuela-fotos-atingem-oposicao/>.

APA:

Gabriel Caio Corrêa Borges. (16 de setembro de 2019). Fora!. https://fora.global/2019/09/16/venezuela-fotos-atingem-oposicao/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*