Argentina: Alberto Fernández derrota Maurício Macri nas eleições presidenciais

Tempo de leitura: 3 minutos

Alberto Fernández venceu as eleições presidenciais argentinas. Com 97,92% dos votos apurados, o candidato da “Frente de Todos” obteve 48,10% dos votos, vencendo Mauricio Macri, da “Juntos pela Mudança”, que ficou com 40,38%.

O regresso do peronismo ao poder se deu, em parte, por uma vitória arrasadora na província de Buenos Aires, onde Fernández e Cristina Kirchner abriram vantagem de 16 pontos sobre Macri e Miguel Pichetto. Axel Kicillof será o próximo governador da província, tendo obtido 52,18% dos votos, e Horacio Rodríguez Larreta foi reeleito na capital com 55,8% dos votos, recorde histórico.

A transição se inicia hoje mesmo, com uma reunião entre Fernández e Macri na Casa Rosada para o café-da-manhã, às 08:30 (horário local). Na noite de ontem, Macri telefonou a Fernández, reconheceu a derrota e o parabenizou pela vitória.

O que se destacou nas eleições de domingo foi a hiperpolarização que afundou as terceiras forças. Roberto Lavagna (da “Consenso Federal”) ficou em terceiro, com 6,1%. Nicolás del Caño (da “Frente de Esquerda”) ficou em quarto lugar, com 2,1%, à frente de Juan José Gómez Centurión (do “NOS”), com 1,7%, e José Luis Espert (do “Despertar”), com 1,4%.

Em relação à composição legislativa, e levando em conta os resultados parciais, o kirchnerismo conseguiu 120 das 257 cadeiras na câmara dos deputados, e 37 das 72 no senado. A frente comandada por Macri conseguiu 119 e 29, respectivamente, com as demais cadeiras sendo ocupadas pelos partidos e frentes minoritários. Para obter maioria nas casas legislativas são necessários 129 e 37 votos, respectivamente; isso significa que o kircherismo já possui maioria no senado, mas precisará formar alianças na câmara baixa – embora provavelmente não terá dificuldade em conseguir os 9 votos faltantes junto aos partidos menores.

À meia-noite, logo após se tornar matematicamente clara a vitória de Fernández, o Banco Central endureceu sua política monetária para evitar o agravamento da situação econômica: apenas US$ 200 podem ser comprados por pessoa por mês no mercado oficial.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. Argentina: Alberto Fernández derrota Maurício Macri nas eleições presidenciais. Fora!. Acessado em 28 de outubro de 2019. Disponível em <https://fora.global/2019/10/28/argentina-alberto-fernandez-derrota-mauricio-macri-nas-eleicoes-presidenciais/>.

APA:

Redação do Fora!. (28 de outubro de 2019). Fora!. https://fora.global/2019/10/28/argentina-alberto-fernandez-derrota-mauricio-macri-nas-eleicoes-presidenciais/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*