Reino Unido: Conservadores conseguem expressiva maioria nas eleições

Tempo de leitura: 3 minutos

Após ganhar a maior maioria conservadora no Reino Unido desde Margaret Thatcher, Boris Johnson disse que quer “deixar a cura começar” sobre o Brexit.

Falando do lado de fora de Downing Street, Johnson disse que o sistema nacional de saúde (NHS, na sigla em inglês) será sua principal prioridade no governo, e que o país precisa resolver em definitivo a questão do Brexit após três anos e meio de discussões.

O primeiro-ministro fez seu discurso algumas horas depois de visitar a rainha para informá-la de que tinha o apoio para liderar um governo, depois que os conservadores (Tories) conquistaram uma maioria expressiva de cadeiras, muitas das quais anteriormente ocupadas pelo Partido Trabalhista (Labour).

Após uma noite desastrosa para os trabalhistas, Jeremy Corbyn, líder do partido, disse que estava “muito triste” com o resultado e sinalizou que deixaria o cargo no início do próximo ano.

Apesar da principal mensagem de Johnson após a eleição ter sido sobre “terminar o [assunto do] Brexit”, ele insistiu que sua principal prioridade agora seria o NHS – uma instituição que tradicionalmente os eleitores confiam mais no Partido Trabalhista para proteger.

Johnson voltará sua atenção para uma remodelação do gabinete no início da próxima semana, um discurso da rainha na quinta-feira e tentará aprovar parte de sua lei do Brexit até o Natal.

Ele terá poucos problemas em obter apoio parlamentar para o acordo, já que sua aposta em desencadear uma votação antecipada na esperança de ganhar assentos foi recompensada, com um ganho líquido de 47 parlamentares conservadores em comparação com 2017.

Os Conservadores terminaram com 43,6% dos votos, um pouco acima de 2017, enquanto os trabalhistas estavam com 32,2% – uma queda de 7 pontos percentuais desde dois anos atrás. Ao todo, dos 650 assentos na Câmara dos Comuns, os conservadores ocuparão 365, enquanto os membros do Partido Trabalhista ocuparão 203 – os demais serão ocupados por partidos de menor expressão.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. Reino Unido: Conservadores conseguem expressiva maioria nas eleições. Fora!. Acessado em 13 de dezembro de 2019. Disponível em <https://fora.global/2019/12/13/reino-unido-conservadores-conseguem-expressiva-maioria-nas-eleicoes/>.

APA:

Redação do Fora!. (13 de dezembro de 2019). Fora!. https://fora.global/2019/12/13/reino-unido-conservadores-conseguem-expressiva-maioria-nas-eleicoes/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*