Brasil: embaixadas pedem que cidadãos retornem com medo do surto de Covid-19

Tempo de leitura: 2 minutos
Embaixada brasileira na Alemanha. Fonte: Wikimedia Commons

As embaixadas da Alemanha, Itália, Reino Unido e EUA pediram, com muita urgência, que seus cidadãos retornem aos seus países com medo do surto que o coronavírus pode causar no Brasil.

Nesse sábado (11/04), a Embaixada da Itália publicou uma nota pedindo aos italianos residentes no Brasil – ou que estejam realizando uma viagem de curto prazo – que procurem empresas aéreas que ainda estejam operando nesse trajeto. A embaixada informa que “atualmente não há voos especiais de repatriamento”.

Na última sexta-feira (10/04), foi a vez da embaixada alemã fazer o mesmo pedido. O embaixador Georg Witschel foi contundente na preocupação em como os casos de Covid-19 subiam rapidamente no Brasil. “No Brasil, o número de pessoas infectadas pelo Covid-19, gravemente doentes e mortos, está aumentando rapidamente”, diz o documento. “Devido a este avanço, há temores de que a situação aqui se agrave rapidamente. Em alguns estados, os sistemas de saúde já estão muito ocupados. Enquanto isso, o risco de se infectar e adoecer está aumentando”, alarmou.

O Reino Unido já havia emitido comunicado em março orientando o retorno enquanto houvesse disponibilidade de rotas comerciais. Os EUA também fizeram o mesmo com seus cidadãos.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. Brasil: embaixadas pedem que cidadãos retornem com medo do surto de Covid-19. Fora!. Acessado em 12 de abril de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/04/12/brasil-embaixadas-pedem-que-cidadaos-retornem-com-medo-do-surto-de-covid-19/>.

APA:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. (12 de abril de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/04/12/brasil-embaixadas-pedem-que-cidadaos-retornem-com-medo-do-surto-de-covid-19/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*