China pede ao Banco Mundial que suspenda o pagamento da dívida para os países mais pobres

Tempo de leitura: 5 minutos
Ministro das finanças da China, Liu Kun, em agosto de 2018. Foto: Jason Lee/Reuters.

Na quinta-feira, a China instou o Banco Mundial a permitir que seus mutuários mais pobres suspendam os pagamentos da dívida enquanto lidam com a pandemia de coronavírus, dizendo que o maior banco multilateral de desenvolvimento do mundo deveria “dar o exemplo”.

O ministro das Finanças da China, Liu Kun, disse em comunicado ao Comitê de Desenvolvimento do Banco Mundial que todas as partes devem participar de ações conjuntas acordadas pelos países do G-20 para lidar com as vulnerabilidades da dívida em meio à pandemia, incluindo credores comerciais, multilaterais e bilaterais oficiais.

Deste modo, o governo chinês se soma à iniciativa da França e de um grupo de países africanos e europeus para que Banco Mundial e FMI revisem as dívidas dos países mais pobres com seus credores – embora a decisão sobre os pormenores de uma medida de tal natureza ainda esteja em aberto.

Liu disse que a suspensão do serviço da dívida pelo braço da Associação Internacional de Desenvolvimento do Grupo Banco Mundial seria “neutra no valor presente líquido” e não prejudicaria seu rating de crédito.

Se o Banco Mundial “não participar de ações coletivas para suspender os pagamentos do serviço da dívida, seu papel como líder global no desenvolvimento multilateral será seriamente enfraquecido e a eficácia da iniciativa será prejudicada”, afirmou Liu.

Na quarta-feira, as principais economias do G20 concordaram em suspender os pagamentos bilaterais do serviço da dívida oficial para os países mais pobres do mundo até o final do ano, um movimento rapidamente acompanhado por um grupo de centenas de credores privados. Esperava-se liberar mais de US$ 20 bilhões para os países gastarem no combate ao surto de coronavírus.

“Como um credor bilateral responsável, a China se envolverá ativamente em consultas bilaterais com os países mutuários para efetivar as providências para a suspensão dos pagamentos do serviço da dívida alcançados pelo G20 por consenso”, disse Liu.

O presidente do Banco Mundial, David Malpass, que pressionou pela iniciativa de dívida do G20, disse em uma reunião de autoridades financeiras do G20 que a tolerância da dívida por bancos multilaterais de desenvolvimento exigiria que eles mantivessem a capacidade de crédito.

“Suspender o pagamento aos MDBs (bancos de desenvolvimento multilaterais, no acrônimo em inglês), se não for totalmente compensado pelas novas contribuições dos acionistas, correria o risco de prejudicar os pobres no curto prazo, reduzindo nossa capacidade de fornecer assistência antecipada e, a longo prazo, reduzindo nossa capacidade de alavancagem ”, afirmou Malpass em comunicado.

Direitos especiais de saque

O governador do Banco Popular da China, Yi Gang, disse em comunicado separado ao comitê diretor do Fundo Monetário Internacional que a China apoia uma alocação geral de novos Direitos Especiais de Saque, o que aumentaria a liquidez dos países membros.

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, frustrou nesta quinta-feira qualquer esperança de uma nova emissão de reservas monetárias do FMI no momento, dizendo que isso ajudaria pouco os países mais pobres e que a maioria dos benefícios fluiria para os países mais ricos, que não precisam deles.

Fontes familiarizadas com as deliberações do FMI sobre o assunto disseram à Reuters nesta semana que os Estados Unidos também se opunham ao fornecimento incondicional de novos recursos ao Irã e à China.

“Também apoiamos uma alocação oportuna de Direitos de Saque Especiais, que foi comprovada como uma medida ágil e eficaz na resposta a crises anteriores”, disse Yi.

Em 2009, o FMI destinou US$ 250 bilhões em novos Direitos de Saque Especiais aos seus membros, proporcionando um aumento de liquidez durante a última crise financeira.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. China pede ao Banco Mundial que suspenda o pagamento da dívida para os países mais pobres. Fora!. Acessado em 20 de abril de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/04/20/china-pede-ao-banco-mundial-que-suspenda-o-pagamento-da-divida-para-os-paises-mais-pobres/>.

APA:

Redação do Fora!. (20 de abril de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/04/20/china-pede-ao-banco-mundial-que-suspenda-o-pagamento-da-divida-para-os-paises-mais-pobres/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*