Brasil: OMS exclui país de reunião sobre acesso a tratamentos da COVID-19

Tempo de leitura: 3 minutos
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da Organização Mundial de Saúde. Foto: Fabrice Coffrini/AFP

Com informações de Jamil Chade

A Organização Mundial da Saúde (OMS) realiza nesta sexta-feira (24/04) uma reunião com presidentes e principais lideranças mundiais sobre novos tratamentos da Covid-19. O Brasil, que historicamente lidera o assunto pela grandeza diplomática outrora conquistada, não foi convidado – um sinal da irrelevância à qual o país chegou.

O encontro será coordenado pela OMS e pelo presidente francês Emmanuel Macron. O objetivo da reunião será buscar assumir um compromisso de disponibilizar o tratamento a todos os países logo seja criado. Para tal, um fundo de US$ 8 bilhões deve ser anunciado para produção e distribuição de medicamentos.

Desde o começo do século, o Brasil e a França eram aliados nesse assunto para permitir que a população mais vulnerável tenha acesso a remédios e tratamentos de saúde. Com o isolamento diplomático por parte do governo brasileiro, restou aos franceses assumirem a bandeira a partir da reunião convocada para hoje.

A OMS aproveitou o momento para se defender das acusações de Jair Bolsonaro. O presidente brasileiro disse em transmissão ao vivo pelas redes sociais, nessa quinta-feira (23/04), que desconfia do currículo do diretor-geral da OMS Tedros Adhanon Ghebreyesus. “O pessoal fala tanto em seguir a OMS, né? O diretor da OMS é médico? Não é médico. É a mesma coisa se o presidente da Caixa (Econômica Federal) não fosse da área. Não tem cabimento. Então, o presidente da OMS não é médico”, comentou.

Tedros é formado em biologia pela Universidade de Asmara. Mas tem mestrado em Imunologia de Doenças Infecciosas pela Universidade de Londres, doutorado em Saúde Comunitária pela Universidade de Nottingham e é considerado um importante especialista em operações e liderança em respostas de emergência a epidemias. Tedros atuou ainda como Ministro da Saúde da Etiópia entre os anos de 2005 e 2012, tendo se destacado em seu papel no combate à malária.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. Brasil: OMS exclui país de reunião sobre acesso a tratamentos da COVID-19. Fora!. Acessado em 24 de abril de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/04/24/brasil-oms-exclui-pais-de-reuniao-sobre-acesso-a-tratamentos-da-covid-19/>.

APA:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. (24 de abril de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/04/24/brasil-oms-exclui-pais-de-reuniao-sobre-acesso-a-tratamentos-da-covid-19/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*