Canadá fecha acordo com a China para vacina contra Covid-19

Tempo de leitura: 3 minutos
Laboratório do Conselho Nacional de Pesquisa canadense. Fonte: Wikimedia Commons

Com informações do The Globe and Mail.

Pesquisadores canadenses estão juntando esforços para desenvolver uma vacina chinesa contra o coronavírus, com planos para iniciar testes em humanos no Canadá, de uma possível defesa contra o COVID-19. A vacina emprega tecnologia genética do Conselho Nacional de Pesquisa do país norte-americano (NRC, acrônimo em inglês).

Os testes levarão ao solo canadense o Ad5-nCoV, candidato a vacina atualmente em desenvolvimento conjunto por uma empresa chinesa e as forças armadas do Canadá. O Ad5-nCoV está à frente de diversos candidatos ao redor do mundo para se tornar a vacina contra a pandemia da COVID-19.

“Vamos avaliar a segurança e eficácia no Canadá, como já está sendo feito na China”, disse Roman Szumski, vice-presidente do departamento de Life Sciences (ciências da vida) na NRC.

Se os testes forem bem-sucedidos, o candidato a vacina poderá solicitar a aprovação do departamento federal de saúde canadense para uso emergencial no início deste outono, disse Szumski. Ele já está passando por testes humanos simultâneos de primeira e segunda fase na China.

Ad5-nCoV é uma vacina recombinante, que usa um tipo diferente de vírus – nesse caso, um adenovírus – geneticamente modificado para incluir uma proteína que é uma assinatura do coronavírus. O adenovírus é modificado para impedir sua replicação. O que ele faz é introduzir no corpo humano a proteína, preparando o sistema imunológico para identificar e destruir o coronavírus.

O governo canadense forneceu ao NRC cerca de US$ 44 milhões, desde o final de março, para melhorar suas instalações em Montreal. O objetivo é que essas instalações possam ser usadas para produzir vacinas que são seguras para uso humano.

“O planejamento dos testes, se aprovado, é avançar o mais rápido e seguro possível da fase um para a fase dois. E nos posicionar para passar para a fase três assim que os dados permitirem”, disse o diretor do Centro Canadense de Vacinologia, Scott Halperin, o principal pesquisador do estudo.

Se o Ad5-nCoV provar ser seguro e eficaz nas duas primeiras etapas, o avanço para realizar os testes da terceira fase poderão ser importantes para convencer o Departamento de Saúde do Canadá em permitir os testes fora do laboratório.

“Com o desenvolvimento da vacina, nunca há garantia de sucesso. A segurança é sempre uma prioridade”, alarmou Szumski. “Mas o Ad5-nCoV está parecendo um candidato a vacina digno de desenvolvimento”, finalizou.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. Canadá fecha acordo com a China para vacina contra Covid-19. Fora!. Acessado em 12 de maio de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/05/12/canada-fecha-acordo-com-a-china-para-vacina-contra-covid-19/>.

APA:

Flávio Henrique Soeiro de Castro. (12 de maio de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/05/12/canada-fecha-acordo-com-a-china-para-vacina-contra-covid-19/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*