Colômbia: contingente do exército dos EUA chega ao país em julho

Tempo de leitura: 4 minutos
O Ministro da Defesa da Colômbia, Carlos Holmes Trujillo, detalhando a chegada das tropas norte-americanas no país. Fonte: Ministério da Defesa da Colômbia.

O Ministério da Defesa da Colômbia e a Embaixada dos Estados Unidos da América na Colômbia anunciaram nesta quinta-feira, 28 de maio, o envio de um contingente de tropas norte-americanas para auxiliar no combate ao narcotráfico no país sul-americano. Conforme o detalhado pelo comandante das Forças Armadas Colombianas, o general Luis Fernando Navarro, as tropas chegarão em julho e são compostas por 50 militares norte-americanos designados para prestar assistência técnica e logística às forças armadas locais.

O contingente do exército norte-americano que desembarcará na Colômbia em julho é subordinado ao chamado “Comando Sul”, referente à cobertura militar que os Estados Unidos fazem dos países da América do Sul, Central e do Caribe. Em um comunicado divulgado em seu site, o Comando Sul detalha os objetivos da ação no território colombiano, enfatizando o compromisso diplomático entre os países. “Na Colômbia, a equipe vai atuar em áreas designadas pelo governo colombiano como ‘áreas prioritárias’, onde se focarão na logística, inteligência e serviços competentes para auxiliar diretamente a colaboração EUA – Colômbia contra narcóticos e de troca de informações”, detalhou o comunicado.

O que foi anunciado pelo Comando Sul se alinha com as declarações do governo colombiano, que enfatizou que a chegada das tropas norte-americanas se limitará à assistência logística, não sendo realizada nenhuma operação extranacional no território colombiano. “Em nenhum momento haverá trânsito de tropas estrangeiras, nem participação em operações militares. As operações militares serão desenvolvidas apenas por tropas colombianas”, afirmou o ministro da Defesa colombiano, Carlos Holmes Trujillo, acerca da chegada dos norte-americanos no país.

O general Navarro foi quem deu maiores detalhes acerca da presença militar norte-americana na Colômbia. Ele garantiu o caráter diplomático da missão, reforçando que é um acordo “com quem compartilhamos valores democráticos, nos ajudando a melhorar nossa capacidade”. Navarro também destacou a questão do aprimoramento na inteligência do exército e o aspecto de “luta contra o narcotráfico e o crime transnacional organizado”, conforme declarou para a imprensa colombiana.

O general também ficou encarregado de responder a uma das críticas imediatas a esse acordo, que seria certa inconveniência da chegada desse contingente em meio à pandemia do novo coronavírus. Foi nesse aspecto que centraram as reações do congresso, onde a oposição ao governo do Centro Democrático denunciou a missão como imprudente e indevida. Caso do senador Antonio Sanguino, do partido Aliança Verde, que declarou que se trata do “momento mais inoportuno” para receber essas tropas. Também lembrou que a pandemia “está golpeando duramente” os Estados Unidos. Em resposta, Navarro reforçou que o contingente norte-americano atenderá aos protocolos de distanciamento estabelecidos na Colômbia para combate ao coronavírus. Algo que foi reforçado pelo comunicado apresentado pelo Comando Sul, que enfatizou que “vai cumprir a exigência do país de quatorze dias de isolamento preventivo e protocolos de biossegurança requeridos para mitigar o impacto da COVID-19”.  

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Gabriel Caio Corrêa Borges. Colômbia: contingente do exército dos EUA chega ao país em julho. Fora!. Acessado em 28 de maio de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/05/28/colombia-contingente-do-exercito-dos-estados-unidos-chega-ao-pais-em-julho/>.

APA:

Gabriel Caio Corrêa Borges. (28 de maio de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/05/28/colombia-contingente-do-exercito-dos-estados-unidos-chega-ao-pais-em-julho/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

One Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*