Turquia e Grécia trocam acusações sobre tratamento de refugiados

Tempo de leitura: 4 minutos
Conflito entre a polícia grega e refugiados em março. Foto: AFP.

Com informações da Al-Jazeera.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia afirmou que a Grécia está enganando a opinião pública ao manipular fatos.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia acusou a Grécia de violar os direitos fundamentais de refugiados e migrantes, além de aumentar a tensão ao longo das fronteiras compartilhadas dos países, em vez de dialogar.

Atenas recentemente criticou as observações das autoridades turcas, sugerindo que a fronteira poderia ser aberta aos refugiados assim que a pandemia de coronavírus diminuir.

Esperando um afluxo de refugiados, a Grécia também disse que começou a mobilizar forças para aumentar as defesas ao longo de sua fronteira com a Turquia.

A área de fronteira foi palco de confrontos em março, depois que a Turquia disse que não impediria mais refugiados e migrantes de chegar à União Europeia.

“Agindo com motivos em direção à política interna, a Grécia está enganando a opinião pública ao manipular os fatos”, disse Hami Aksoy, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, em comunicado divulgado nesta quinta-feira.

“O fato de a Grécia violar abertamente os direitos e liberdades fundamentais dos refugiados foi documentado em relatórios de organizações de direitos humanos. É uma pena que aqueles que dão a pessoas inocentes todos os tipos de tratamentos injustos na fronteira considerem a Turquia ‘bárbara'”.

Na quarta-feira, o porta-voz da polícia grega, Theodoros Chronopoulos, disse à agência de notícias AFP que mais 400 policiais seriam enviados para a região de fronteira do rio Evros, no nordeste do país, “como medida de precaução”.

O efetivo extra se somará a centenas de policiais já na área, e espera-se que mais sejam enviados nos próximos dias.

Em março, disputas entre a polícia grega e refugiados e migrantes continuaram por dias, com os últimos tentando atravessar a fronteira enquanto a polícia de choque grega disparava gás lacrimogêneo e canhões de água contra eles.

As autoridades turcas evacuaram essas pessoas quase um mês depois, e a TV estatal grega disse que um campo improvisado em que estavam alojados foi incendiado, em meio a temores de um contágio por coronavírus.

Na terça-feira, o ministro da Defesa da Grécia, Nikolaos Panagiotopoulos, disse à Skai TV que Atenas estava ciente de “certas declarações que sugerem que enfrentaremos pressão em nossas fronteiras novamente, especialmente em nossas fronteiras terrestres”.

O ministro das Relações Exteriores Nikos Dendias elaborou mais o assunto na Rádio Thema, dizendo: “há declarações de autoridades turcas no sentido de que, uma vez terminada a temporada de coronavírus, [travessias] não serão impedidas pela Turquia”.

Após o surto em março, Atenas disse que estenderia uma cerca na fronteira, uma medida que criou uma nova disputa com Ancara.

A Turquia diz que deve ser consultada sobre a expansão da cerca, observando que o leito do rio Evros “mudou significativamente devido a razões naturais e artificiais” desde que a fronteira foi estabelecida, em 1926.

Ancara diz que é necessária “coordenação técnica” e que não permitiria nenhum “fato consumado” em sua fronteira. A Grécia afirma que a fronteira não é alterada e que não é obrigada a consultar a Turquia sobre infraestrutura do seu próprio lado.

“A cerca está em solo grego, sem dúvida, e com espaço de sobra”, disse o ministro das Relações Exteriores da Grécia na quarta-feira.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. Turquia e Grécia trocam acusações sobre tratamento de refugiados. Fora!. Acessado em 28 de maio de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/05/28/turquia-e-grecia-trocam-acusacoes-sobre-tratamento-de-refugiados/>.

APA:

Redação do Fora!. (28 de maio de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/05/28/turquia-e-grecia-trocam-acusacoes-sobre-tratamento-de-refugiados/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*