Afeganistão: ataques do Talibã matam mais de uma dúzia de soldados do governo

Tempo de leitura: 3 minutos
O governo do Afeganistão alega que nas últimas semanas 422 soldados foram mortos ou feridos em mais de 200 ataques do Talibã no país. Foto: Watan Yar/EPA.

Com informações de Al-Jazeera.

Ataques contra um posto de controle e um posto avançado do exército ocorrem quando os dois lados avançam em direção às negociações de paz.

Os combatentes do Talibã mataram pelo menos 18 agentes de segurança afegãos em dois ataques a postos de controle no norte do país, disseram autoridades na quarta-feira. Trata-se da mais recente violência antes das negociações de paz previstas para breve.

Em uma operação antes do amanhecer, os combatentes mataram 12 membros da força de segurança afegã quando invadiram um posto de controle na província de Jowzjan, segundo informou Maroof Azar, porta-voz do governador, para a agência de notícias AFP.

Ele disse que quatro agentes de segurança foram capturados, enquanto cinco combatentes do Talibã foram mortos nos combates.

O ministério da defesa confirmou o ataque e disse que seis de seus soldados estavam entre os mortos. Zabihullah Mujahid, porta-voz do Talibã, deu números maiores.

Separadamente, os combatentes do Talibã foram responsabilizados pelo ataque a um posto avançado do exército em Kunduz.

Seis soldados foram mortos em combates que duraram cerca de cinco horas, disse Aminullah Iddin, membro do conselho provincial.

O porta-voz do Exército, Hadi Jamal, confirmou o ataque, dizendo que quatro combatentes do Talibã também foram mortos. O Talibã não comentou sobre esse ataque.

O governo afegão disse que, nas últimas semanas, cerca de 422 soldados afegãos foram mortos ou feridos em todo o país, em mais de 220 ataques do Talibã

O Talibã diz que está comprometido com um acordo assinado com os Estados Unidos em fevereiro. O acordo prevê a retirada de todas as tropas internacionais remanescentes no país e pretende abrir caminho para negociações de paz entre o Talibã e o governo apoiado pelos EUA em Cabul.

O derramamento de sangue mais recente ocorre quando o grupo armado e o governo afegão se aproximam de possíveis negociações de paz. Espera-se que as negociações, que já estão muito atrasadas, e que têm o objetivo de acabar com o conflito, ocorram na capital do Catar, Doha, depois que os dois lados concluam uma troca de prisioneiros em andamento, que se acelerou após um breve cessar-fogo no mês passado.

Autoridades afirmam que o Talibã intensificou os ataques nos últimos dias, embora tenha havido uma queda geral na violência em todo o país desde o fim do cessar-fogo.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. Afeganistão: ataques do Talibã matam mais de uma dúzia de soldados do governo. Fora!. Acessado em 17 de junho de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/06/17/afeganistao-ataques-do-taliba-matam-mais-de-uma-duzia-de-soldados-do-governo/>.

APA:

Redação do Fora!. (17 de junho de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/06/17/afeganistao-ataques-do-taliba-matam-mais-de-uma-duzia-de-soldados-do-governo/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*