Presidente do Kosovo e nove outros são indiciados por crimes de guerra

Tempo de leitura: 5 minutos
Foto: Michele Tantussi.

O presidente do Kosovo, Hashim Thaci, e outras nove pessoas foram indiciados pelo tribunal de Haia, que investiga crimes de guerra cometidos durante e após a guerra de independência do Kosovo com a Sérvia.

Com informações de Al-Jazeera.

Um comunicado divulgado na quarta-feira pela promotoria de Haia (SPO, na sigla em inglês), na Holanda, disse que Thaci e os outros suspeitos eram “responsáveis ​​criminalmente por quase 100 assassinatos” de albaneses, sérvios e ciganos do Kosovo. Outras acusações incluem desaparecimento forçado, perseguição e tortura.

A acusação é “o resultado de uma longa investigação e reflete a determinação da SPO de que pode provar todas as acusações além de uma dúvida razoável”, afirmou o escritório em comunicado.

Thaci comandou combatentes no Exército de Libertação do Kosovo (KLA, em inglês) durante a guerra de 1998-1999. O grupo indiciado também inclui Kadri Veseli, ex-presidente do parlamento e líder do Partido Democrata do Kosovo, da oposição.

Thaci estava se preparando para uma cúpula na Casa Branca no sábado com o colega sérvio, Aleksandar Vucic, e relatos da mídia local sugeriram que ele já havia partido para os EUA.

Mas o enviado especial dos EUA à Sérvia e Kosovo, Richard Grenell, que organizou a reunião na Casa Branca, disse em um tweet que Thaci havia cancelado a visita à cúpula após as acusações em Haia.

“Respeito sua decisão de não comparecer às discussões até que as questões legais dessas alegações sejam resolvidas”, disse Grenell, acrescentando que as negociações vão continuar com o novo primeiro-ministro do Kosovo, Avdullah Hoti, que se movimentou para amenizar o atrito com a Sérvia.

Reportando de Pristina, Avni Ahmetaj, da Al Jazeera, disse que Thaci foi confrontado muitas vezes no passado por alegações de crimes de guerra, mas sempre negou qualquer irregularidade.

“As notícias foram uma surpresa para muitos no Kosovo”, disse Ahmetaj. “[Veteranos do KLA] dizem que o KLA não cometeu nenhum crime, que eles estavam defendendo suas famílias durante a guerra e o único exército que cometeu crimes de guerra durante a guerra em 1999 foi o exército sérvio.”

A acusação emitida na quarta-feira foi a primeira do tribunal especial sediado em Haia. O tribunal atua desde 2015 e já interrogou centenas de testemunhas.

De acordo com a declaração, a acusação está sendo analisada por um juiz que decide antes do julgamento se confirma as acusações.

O promotor acusou Thaci e Veseli de repetidos esforços “para obstruir e prejudicar o trabalho” do tribunal. “Acredita-se que Thaci e Veseli tenham realizado uma campanha secreta para derrubar a lei que cria a corte e obstruir seus trabalhos na tentativa de garantir que eles não enfrentem justiça”, afirmou o comunicado.

“Ao tomar essas medidas, Thaci e Veseli colocaram seus interesses pessoais à frente das vítimas de seus crimes, do estado de direito e de todas as pessoas do Kosovo”, acrescentou.

Bekim Blakaj, do Centro de Direito Humanitário em Pristina, disse à Al-Jazeera que o juiz pré-julgamento tem seis meses para confirmar ou rejeitar as acusações, acrescentando que o anúncio é incomum, pois “até agora não vimos tal prática que o SPO emita tal declaração antes da confirmação da acusação”.

A guerra deixou mais de 10.000 mortos e 1.641 desaparecidos. Terminou após um ataque aéreo de 78 dias da OTAN.

A Sérvia não reconhece a declaração de independência de Kosovo em 2008. Os dois países estão engajados em negociações mediadas pela União Europeia desde 2011 para normalizar as relações, como condição para a adesão ao bloco.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Redação do Fora!. Presidente do Kosovo e nove outros são indiciados por crimes de guerra. Fora!. Acessado em 25 de junho de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/06/25/presidente-do-kosovo-e-nove-outros-sao-indiciados-por-crimes-de-guerra/>.

APA:

Redação do Fora!. (25 de junho de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/06/25/presidente-do-kosovo-e-nove-outros-sao-indiciados-por-crimes-de-guerra/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*