República Dominicana: junta eleitoral confirma Luis Abinader como presidente eleito

Tempo de leitura: 4 minutos
Imagem
O presidente eleito da República Dominicana, Luis Abinader (esquerda), recebe certificado de sua vitória nas mãos do presidente da Junta Central Eleitoral, Júlio Cesar Castaños Guzmán (direita). Fonte: Listin Diario.

A chapa presidencial composta por Luis Abinader para presidente e Raquel Peña para vice-presidente, ambos políticos do Partido Revolucionário Moderno (PRM), foi reconhecida pela Junta Central Eleitoral (JCE) como vencedora da eleição presidencial ocorrida neste ano na República Dominicana. Com Abinader-Peña tendo recebido 52,52% dos votos, a JCE oficializou no dia 14 de julho o resultado do pleito, ocorrido no dia 5 de julho.

Com essa vitória a oposição passa a governar o país, sucedendo ao mandato do atual presidente, Danilo Medina, pertencente ao Partido da Libertação Dominicana (PLD). O governo de Medina, eleito em 2012 e reeleito em 2016, vinha enfrentando desgaste por conta das acusações de corrupção e autoritarismo, o que incluiu denúncias de espionagem contra cidadãos dominicanos e tentativas de censura a imprensa. Entre fevereiro e março de 2020, Medina foi alvo de protestos que denunciavam seu autoritarismo e tentativas de fraude nas eleições municipais ocorridas em fevereiro.

O vencedor do pleito eleitoral, Luis Albinader, tem chamado atenção como o primeiro presidente eleito nascido depois do fim da ditadura de Rafael Trujillo, que durou de 1930 até 1961. Albinader já tinha concorrido anteriormente, na eleição presidencial de 2016, mas foi derrotado por Medina naquela ocasião. A candidatura de Albinader também vinha chamando atenção internacionalmente por conta de sua parceria com o ex-prefeito de Nova York, Rudy Giuliani, cuja empresa, Giuliani Partners, foi contratada para prestar consultoria de segurança para a campanha.

A eleição presidencial deste ano foi marcada pelo adiamento em resposta às consequências da pandemia do novo coronavírus no país. Marcada inicialmente para o dia 17 de maio, ela foi adiada para 5 de julho por conta das medidas sanitárias tomadas para conter o avanço do vírus. O adiamento das eleições veio em conjunto com a declaração de estado de emergência assinada por Medina, que levou à adoção nacional de um toque de recolher, ao fechamento do comércio não essencial e ao fechamento de fronteiras internacionais.

A urgência da pandemia sobre a eleição levou a questão sanitária a ser uma pauta constante nas candidaturas, onde a campanha de Albinader procurou enfatizar o tema da saúde pública, vinculando seus problemas aos do autoritarismo e da corrupção no governo Medina. O presidente eleito também divulgou, durante a campanha, o resultado de seu teste, confirmando ter sido contaminado com COVID-19.

Embora a totalidade dos votos já tivesse sido computada desde o dia 9 de julho, a JCE só oficializou o resultado no dia 14 de julho devido à validação dos votos emitidos nos 17.100 colégios eleitorais espalhados pelo país. Depois que a JCE oficializou a vitória da chapa de Albinader e Penã, uma cerimônia foi realizada nesta quarta-feira, 15 de julho, onde foram entregues aos candidatos vencedores certificados que consagravam sua vitória no pleito.

Para citar este artigo, use os padrões abaixo.

ABNT:

Gabriel Caio Corrêa Borges. República Dominicana: junta eleitoral confirma Luis Abinader como presidente eleito. Fora!. Acessado em 15 de julho de 2020. Disponível em <https://fora.global/2020/07/15/republica-dominicana-junta-eleitoral-confirma-luis-abinader-como-presidente-eleito/>.

APA:

Gabriel Caio Corrêa Borges. (15 de julho de 2020). Fora!. https://fora.global/2020/07/15/republica-dominicana-junta-eleitoral-confirma-luis-abinader-como-presidente-eleito/.

Adaptações na ordem nome-sobrenome, bem como em outros elementos, podem ser necessárias. Se o texto tem co-autores ou se trata de uma tradução, os co-autores/tradutores devem ser revisados manualmente devido a limitações em nosso script.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*